terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Gestão do Tempo

Um consultor, especialista em gestão do tempo, quis surpreender a Assistência numa conferência. Tirou debaixo da mesa um frasco grande de boca larga.


Colocou-o em cima da mesa, junto a uma bandeja com Pedras do tamanho de um punho, e perguntou:

-"Quantas pedras pensam que cabem neste frasco?"

Depois dos presentes fazerem suas conjecturas, começou a meter pedras até Que encheu o frasco. E aí perguntou:

-"Está cheio?"

Todos olharam para o frasco e assentiram que sim. Então ele tirou debaixo da mesa um saco com gravilha (pedrinhas pequenas, menores que a "brita").

Colocou parte da gravilha dentro do frasco e agitou-o.

As pedrinhas penetraram pelos espaços deixados pelas pedras grandes.

O consultor sorriu com ironia e repetiu:

-"Está cheio?"

Desta vez os ouvintes duvidaram:

-"Talvez não.", responderam.

- "Muito bem!", disse ele, e pousou na mesa um saco com areia que começou a despejar no frasco. A areia infiltrava-se nos pequenos buracos, deixados pelas pedras e pela gravilha.

-"Está cheio?", perguntou de novo.

-"Não!", exclamaram os presentes. Então o consultor pegou uma jarra com água e começou a derramar para dentro do frasco. O frasco absorvia a água sem transbordar.

-"Bom, o que acabamos de demonstrar?", perguntou.

Um ouvinte, mais afoito, arriscou:

-"Que não importa o quão cheia está a nossa agenda; se quisermos, sempre conseguimos

fazer com que caibam mais compromissos."

-"Não!", concluiu o especialista, "o que esta lição nos ensina é que se não colocarem as pedras grandes primeiro, nunca poderão colocá-las depois...

E quais são as grandes pedras nas nossas vidas? Nosso Criador, A pessoa amada, nossos filhos, os amigos, os nossos sonhos e desejos, a nossa saúde.

Lembrem-se: ponham-nos sempre primeiro. O resto encontrará o seu lugar!"
 
 

domingo, 27 de dezembro de 2009

Reflexão: O Be-á-bá do coração

Todas as pessoas nasceram com ele. Mas creio que não existe algo tão desconhecido quanto o coração humano no que diz respeito aos sentimentos e considerações de vida. Em nossa cultura ele é o centro de nossos sentimentos e, por muitas vezes, determina nosso presente e futuro. Vamos defini-lo desta forma. Muita gente já colheu muitos prejuízos por dar ouvidos ao coração, por ser levado por sentimentos imprecisos e de difícil entendimento. Ás vezes penso que todos nós deveríamos fazer um curso e aprender o be-a-bá do coração, bem antes de nos vermos impulsionados a decidir por ele, a reagir a seus impulsos, a conhecer a paixão, o ódio, o amor... Será que você tem sofrido os efeitos de uma má compreensão e administração deste seu coração? A Bíblia nos dá um conselho muito especial:

"Nosso coração, por muitas vezes, é enganoso e desesperadamente corrupto, quem o conhecerá ?"

Se você não tiver um conjunto de princípios de vida eficazes poderá cair nas ciladas do coração e ver-se só ou em situações que atestarão a verdade do princípio bíblico: engano, desespero e corrupção...

A Bíblia tem muito a dizer sobre o seu e o meu coração. Mostra como fortalecê-lo, prepará-lo para a vida e para o relacionamento interpessoal com alegria e sucesso. Será que você não pode empregar um tempinho considerando estes princípios e colocando-os em prática?

Dê um tempo para você mesmo. Decida mudar para melhor!

Que você seja muito feliz, sempre!

O problema são os deputados, diz Crstovam

O senador Cristovam Buarque (PDT) divulgou em seu Twitter sua opinião sobre a proposta de fechamento da Câmara Legislativa - esquecida por um tempo, mas que retornou mais forte depois das denúncias da Operação Caixa de Pandora da Polícia Federal. “Acabar com a Camara Legislativa é dar todo poder ao governador. O que precisamos é eleger melhores deputados”, ponderou o senador. “2010 está aí!”, alertou.

Comigo: O Senador Cristovam Buarque(PDT-DF) é um pernambucano de grande saber, tem se destacado politicamente por sua enfática defesa a educação e ainda carrega em sua bagagem como um dos homens mais sérios da politica brasileira. Bem que nós conterraneos do nobre senador poderiamos seguir seu conselho por aqui também: O que precisamos é eleger melhores deputados”, ponderou o senador. “2010 está aí!”.

Especulação : José Serra e Marina Silva

Diogo Mainardi alimenta a especulação . Veja:


“Uma chapa formada por José Serra e Marina Silva embaralharia a campanha de 2010, pegando o PT no contrapé e enterrando de vez a desastrada candidatura de Dilma Rousseff”. Os dois juntos, na mesma chapa. Quem? José Serra e Marina Silva. Isso mesmo: José Serra, presidente, e Marina Silva, vice-presidente.

Os hipócritas da política mundial

O Jornal El País de Montivideo, elegeu os 5 mais hipócritas da política mundial. O Presidente Lula está entre eles. Veja a justificativa do jornal.

Lula da Silva. El presidente de Brasil ha declarado que Hugo Chávez es el mejor presidente de Venezuela en 100 años. Pero nunca hemos oído a Lula decir algo sobre las conductas autoritarias de su amigo venezolano. Sí lo hemos visto, en cambio, atacando furiosamente las recientes elecciones en Honduras. Lo hizo la misma semana que recibió con honores a Mahmud Ahmadineyad, cuya victoria electoral también es cuestionada. ¿Qué tienen las elecciones en Irán que no tuvieron las de Honduras? Un enorme fraude, muertes, torturas y la brutal represión ordenada por el Gobierno de Ahmadineyad. El afable líder brasileño aún no parece haberse enterado.

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Aqui há união entre os Poderes !



Em depoimento à Polícia Federal, o ex-secretário de Relações Institucionais do governo Arruda, Durval Barbosa, disse ter pago propina à promotora de Justiça Deborah Guerner no valor total de R$ 1,6 milhão, sempre com dinheiro em espécie.Segundo Durval, o dinheiro foi entregue p ele à promotora em quatro ocasiões e se destinava a pagamentos para o Ministério Público autorizar a prorrogação de contratos com empresas de coleta de lixo e a liberar a realização de obras supostamente irregulares.

No depoimento, Durval afirma que Deborah lhe dizia que iria dividir o dinheiro com o procurador-geral de Justiça do Distrito Federal, Leonardo Bandarra. Durval disse que nunca tratou desse assunto com Bandarra.

De acordo com Durval, o pagamento de propina a Deborah começou em 2005, no governo Joaquim Roriz. Ele disse ter conhecido Deborah por intermédio de Cláudia Marques, então assessora especial de Roriz, depois mantida no cargo pelo governador José Roberto Arruda. Cláudia Marques também prestou depoimento. Ela confirmou todas as denúncias contra Deborah feitas por Durval. (Informações do site da revista Época através do Blog do Jornalista Magno Martins).




Espírito saudosista

Hoje amanheci com meu espírito saudosista afinado, pensando nas coisas boa de um passado não tão distante, lembranças do meu velho pai(Oscar Carneiro) que se foi há onze anos, deixando um lugar eternamente vazio. Saudades de amigos que partiram: Zé Mendes, Paulo Barbosa(pai), Dr. Pedro(o doido), Atalibal Victor, Arlindo Gonçalves, Wilson Campos(Deputado), Sebastião Azeedo, Mauricio Campelo e tantos outros. Memórias da infância, tempos que se foram e não voltam mais, saudades dos tempos que nossa Garanhuns nos permitia dormir de portas aberta, lembro até do tempo que nosso transporte eram as velhas kombis, não havia ônibus, tempos em que nossa diversão era andar de bicicleta no Parque Euclides Dourado e tomar sorvete na Sorveteria Padre Cícero. Tempos de aluno no Colegio Quinze, quando a saudosa Dona Eva exigia de nós as conjunções na ponta da língua e quando erravamos tinha que copiar cem vezes. Quando o amigo Cacá do Comes e Bebes agitava toda a sala. Tempos em que eu, Júca Pádua, Marcilio Maia, Edson do DER, Evaldo Calado, Nido Doido, Emerson do DNER e outros, quando nos reuniamos para trocarmos ideias sobre o velho MSX, PC da Gradiente. Quando cursava o segundo grau no já extinto Colégio Meridional, saudades... Enfim, pra quem viveu o tempo da Crush! Tantas lembranças que poderia passar o dia inteiro escrevendo.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

2010 Está chegando e com ele às Eleições. Se preparem, em Garanhuns as coisas vão pegar fogo!



Abram bem os olhos !






Natal ???... De quem é a festa ???


As pessoas se mobilizam para comemorar as festividades de fim de ano e muitas vezes se esquecem de convidar Jesus. Mais um fim de ano e as mesmas comemorações, a mesma decoração, a mesma comoção causada pelo que a sociedade chama de “espírito natalino”. Mas esta data é, também, conhecida pelo nascimento de Jesus Cristo, o Filho único de Deus que nasceu e morreu para salvar a humanidade. Não se pode afirmar ao certo se o dia 25 de dezembro, foi o dia em que Jesus nasceu, entretanto, essa data do ano é comemorada como tal, mas o estranho é que ele não tem sido o personagem principal da festa. Aliás, o mundo tem reduzido a importância do Filho de Deus ao consumismo, às comidas de Natal, a figura pagã de “Papai Noel”, (personagem de uma lenda natalina da cidade de Santa Claus, situada no Pólo Norte). Interessante como os próprios cristãos não têm se lembrado do sacrifício de Jesus e preferem render suas emoções a uma festa que não exalta o nome de Deus, mas sim, o nome do dinheiro, consumismo, gula etc. Dedicam dias, horas desta época do ano, para planejar o que irão fazer para servir os convidados, as roupas que irão vestir para a noite da troca de presentes e, muitas vezes, se desculpam dizendo: “Eu sou cristão mas gosto de fazer essa comemoração, não tem nada a ver, acho legal esse clima de festa, essa confraternização entre os povos”. Mas será que devemos nos render a esse momento de emoção do mundo e da sociedade, ou voltar nossos olhos para Aquele que é o Autor e Consumador da nossa fé? O sacrifício de Deus que entregou seu filho Jesus que morreu por nós, não deve ser temporão e muito menos reduzidos a datas especiais, mas deve se manifestar em nós todos os dias. Não são os presentes, nem as roupas novas, o banquete e nem “Papai Noel”, mas o que transforma nossa vida e o nosso valioso presente de vida é Jesus Cristo: “Aquele que é, e que era, e que há de vir.” (Ap 1.4.)
Se existe uma data que deve nos marcar e nos tornar pessoas melhores é o sacrifício da cruz, que há 2009 anos vem transformando vidas !!!

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Amor que tanto nos busca


Numa esplêndida noite de céu claro e lua cheia, um barco a vapor descia as correntes do rio Potomac, na América do Norte, com umas poucas pessoas a bordo. Tão calma estava a natureza, que só se ouvia o ruído do motorzinho a cortar as águas sob a luz do luar brilhante.

Atendendo a pedidos dos passageiros, o senhor Sankey, amigo do evangelista D.L. Moody, tomou a viola e pôs-se a cantar o que sabia: hinos cristãos.

De repente, quando entoava o hino "Jesus, Minha Fortaleza", foi o cantor interrompido por um homem de pele bronzeada, que lhe falou, aludindo à Guerra de Secessão recém-acabada naquele país:

Senhor, esteve no exército do Sul?

Sim – foi a resposta.

Esteve no batalhão tal e no regimento tal?

Sim, estive, tornou a aquiescer o cantor. Como você sabe?

Nunca mais me esqueço, senhor - prosseguiu o homem de tez vermelha – da noite enluarada em que o vi só com o rosto descoberto. Logo percebi tratar-se de um soldado inimigo do meu exército, o do norte. Tomei, então, meu fuzil e estava pronto para puxar o gatilho, quando o vi sacar da viola, voltar os olhos para o céu e começar a cantar. O hino cristão que ouvi derreteu meu coração. Pensei com meus botões que esse Jesus a quem o senhor cantava devia ser mesmo muito poderoso, para salvar-lhe a vida na hora exata, quando um fuzil estava a ponto de tirá-la. Senhor, o hino que ouvi naquela noite era o que há pouco cantávamos aqui. Nunca que a lua iluminava seu rosto descoberto precisamente como agora o vejo. Entendo que é grande a misericórdia desse Jesus por ter-me enviado duas vezes o senhor para que eu pudesse conhecê-Lo. Da primeira vez, foi forte a impressão que eu tive; desta, estou decidido a responder a alguém que tanto tem me procurado. Por favor, amigo, ajude-me a encontrar Jesus.

"O Filho do homem, veio buscar o perdido" (Lucas 19:10)

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Promotoria de Zurique quer que pernambucana pague multa

A promotoria não pediu pena de prisão para a advogada Paula Oliveira, mas quer que a ré seja punida com uma multa em dinheiro.O julgamento da brasileira acontece, nesta quarta-feira, em Zurique. Ela é acusada de ter ludibriado a Justiça Suiça e de ter se auto-mutilado com uma faca no dia 9 de fevereiro passado, fazendo cerca de 200 marcas em diversas partes do corpo, no banheiro da estação de trem de Stettbach, nos arredores de Zurique. Ela também é acusada de ter afirmado para a polícia que fora vítima de um ataque de neonazistas.

A defesa alega que a brasileira sofre de problemas mentais. Ela chegou a ser internada em uma clínica psiquiátrica em Zurique, após o incidente. Mas para o veredicto, o tribunal levará em consideração somente o estado mental de Paula no momento do suposto ataque.

A brasileira disse que estava grávida e que havia perdido gêmeos quando os agressores marcaram, à faca, na barriga e nas pernas, as iniciais "SVP", siglas de um partido de extrema direita suíço.O caso, entretanto, mudou de direção após exames clínicos provarem que a brasileira havia mentido em seu depoimento e após exames ginecológicos atestarem que ela não estava grávida.

O incidente causou comoção não apenas no Brasil, mas também na Suíça. O SVP repetidamente pediu a expulsão da brasileira do país. As informações são do IG.

Orçamento da União será votado às vésperas do natal

O Congresso deixou para a semana que vem a votação do Orçamento Geral da União de 2010. O relator-geral do Orçamento, deputado Geraldo Magela (PT-DF), disse que há um impasse entre governo e oposição e que pretende garantir uma proposta viável. “O Orçamento é um poço de desejos infindável. Se permitir, todo mundo quer mais e mais e isso não é possível”, disse. Pressionado, o relator conseguiu ampliar de R$ 10 milhões para R$ 12,5 milhões o valor das emendas individuais dos parlamentares no ano eleitoral.

Comigo: Tai uma boa hora para nós Garanhunhenses analizarmos os "pseudos" representantes de nossa Cidade na Câmara e no Senado. Vamos vê o que será destinado para Garanhuns no proximo ano. Como é ano eleitoral pode ser que sejamos lembrado. Ou será que vamos silenciar mais uma vez? deixar nossos votos serem rifados e vê quem será o forasteiro a levar mais votos e passarmos mais quatro anos contando as migalhas que estes senhores queiram fazer o favor de nos mandar.

Façam suas apostas: "Qual será o futuro de Serra?"



Certamente 2010 será um ano histórico na politica brasileira. Muitos veteranos já pensam em se aposentar, alguns iniciantes sonham na renovação de seus mandatos e por ai vai. Mas, eu pergunto: e o Serra, caso perca esta eleição, qual será o futuro dele? será que na conversa com o Schwarzenegger saiu proposta para gravarem um filme juntos?  kkk... (brincadeirinha, é só para descontrair!)

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Reflexão "R$ 3,00"


Um menino, com voz tímida e os olhos cheios de admiração, pergunta ao pai, quando este retorna do trabalho:

Pai, quanto o senhor ganha por hora?

O pai, num gesto severo, responde:

Escuta aqui meu filho, isto nem a sua mãe sabe. Não amole, estou cansado!

Mas o filho insiste:

Mas papai, por favor, diga, quanto o senhor ganha por hora?

A reação do pai foi menos severa e respondeu:

Três reais por hora.

Então, papai, o senhor poderia me emprestar um real?

O pai, cheio de ira e tratando o filho com brutalidade, respondeu:

Então essa era a razão de querer saber quanto eu ganho? Vá dormir e não me amole mais!

Já era noite, quando o pai começou a pensar no que havia acontecido e sentiu-se culpado. Talvez, quem sabe, o filho precisasse comprar algo. Querendo descarregar sua consciência doida, foi até o quarto do menino e, em voz baixa, perguntou:

Filho, está dormindo?

Não, papai! - o garoto respondeu sonolento e choroso.

Olha, aqui está o dinheiro que me pediu: Um real.

Muito obrigado, papai! - disse o filho, levantando-se e retirando mais dois reais de uma caixinha que estava sob a cama.

Agora já completei, papai! Tenho três reais. Poderia me vender uma hora de seu tempo?


obs.: Você não tem filhos e acha que isso não é com você? Com certeza você tem família, alguém que sente a sua falta. Olhe ao seu redor.
 

domingo, 13 de dezembro de 2009

Cristovam: Será Arruda o único governador ''que faz isso?''

Algumas perguntas respondidas pelo senador Cristovam Buarque a Renata Bezerra de Melo, na entrevista publicada hoje pela Folha de Pernambuco:

O escândalo do mensalão do DEM, no Distrito Federal, é capaz de gerar desconfiança em relação ao mesmo tema nos demais estados?


É bem possível que haja uma pressão nos outros estados para saber se eles não estão fazendo o mesmo. Será que o José Roberto Arruda é o único governador que faz isso? E aí eu acho que não deve ficar preso apenas aos governadores do Democratas não, deve analisar os governadores de todos os partidos. Até porque o Democratas tomou uma posição muito firme, não foi conciliador com o governador deles, deixou muito claro que ele seria expulso, tanto que ele pediu para sair.

O PDT apoia a ministra Dilma Rousseff (PT/Casa Civil) para presidente da República em 2010?


Tudo indica que o PDT vai apoiar a ministra. Eu tentei ser o candidato do PDT a presidente.

Esbarrou em resistência?

Houve a ideia de que se temos um ministro (Carlos Luppi/Trabalho) no Governo, deveríamos apoiar a candidata do presidente. Continuo achando que seria melhor para o partido ter um candidato próprio, mesmo que não fosse eu.

E o que está faltando?


Eu gostaria de ser o candidato a presidente. Estou muito disposto a levantar a bandeira da educação. Eu creio que para o partido seria muito positivo ter esse tempo de televisão, que ganhamos tendo um candidato próprio. E creio que o PDT tem uma mensagem para esse País, que é uma revolução por meio da qual as escolas dos filhos dos trabalhadores tem a mesma qualidade das escolas dos filhos dos patrões, em que todos terão a mesma oportunidade na vida. Os outros partidos estão sem mensagem. Qual é a mensagem do PSDB? E do PT, mesmo? A mensagem do crescimento econômico, uma mensagem que já tem 100 anos no Brasil e não tem nada de novo.

O PT não tem nada de novo apresentar?


Não muda o Brasil com essas mensagens. Eu não vejo proposta nova, tanto é que o programa eleitoral do PT de ontem era uma comparação entre (o ex-presidente) Fernando Henrique (Cardoso) e Lula. O PT vai disputar se faz mais ou menos que o PSDB, em vez de disputar se oferece um Brasil diferente do Brasil do PSDB.

Sobre Lula, o jornal espanhol El País o escolheu “personagem do ano”...


Não tenho a menor dúvida que Lula conseguiu ser o que nenhum outro presidente do País conseguiu ser até hoje, ser um presidente com respeitabilidade internacional e conhecimento internacional. Hoje quem disser Lula no mundo inteiro todo mundo sabe. Antigamente, o Brasil era conhecido por Pelé. Hoje, Lula é um dos nomes que as pessoas ligam ao Brasil. Agora como ele conseguiu isso? Com seus programas é verdade sua história pessoal, mas outra coisa fundamental, ele fala de igual para igual com os grandes líderes do mundo. (Escrito por Magno Martins)


Eu: É interessante como as coisas se disseminam rapidamente, segunda-feira passada (07/12) numa roda de colegas de Faculdade (no Curso de Gestão Pública pela ULBRA), comentávamos exatamente isto. O interessante é que nem houve discussão, pelo contrario, fomos unânimes em dizer que esta coisa de “propina” e “mensalão” é coisa corriqueira em todas as esferas do poder público. De fato é vergonhoso, mas penso que todo este estardalhaço ainda não tem sido suficiente para gerar uma consciência política em nosso povo, pois tanto lá como cá, para nossa infelicidade, veremos muitos desses envolvidos terem seus mandatos renovados com expressa margem de votos, assim como ocorreram nas privatizações, nos precatórios, com os anões do orçamento, no mensalão da câmara dos deputados, no valerioduto. Etc.

STF reafirma legitimidade exclusiva da AGU para representar a União

Em decisão que repercute diretamente nas funções da Advocacia-Geral da União (AGU), o Supremo Tribunal Federal (STF) reafirmou, na sessão plenária da última quarta-feira (09/12), a legitimidade exclusiva da AGU para representar a União. O tema foi analisado no julgamento de Questão de Ordem na Reclamação n.º 8025.

Essa representação será feita pela AGU inclusive quando houver interesses contrapostos, caso em que deverá ser indicado advogado ad hoc para atuar no feito, ou seja, a representação de uma das partes será feita por um advogado público designado especialmente para trabalhar na causa. Essa situação ocorreu, por exemplo, no julgamento de uma ação que discutiu abono salarial para magistrados do Tribunal Regional Federal da 2º Região.

Em defesa das prerrogativas da AGU, a Secretária-Geral de Contencioso (SGCT), Grace Maria Fernandes Mendonça, afirmou, na tribuna, que a representação dos órgãos da União é de competência privativa da AGU, nos termos do art. 131 da Constituição Federal.

Acolhendo a tese da AGU, o STF desconsiderou sustentação oral feita por advogado privado em nome do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3). O advogado foi considerado ilegítimo para representar o Tribunal.

Sobre o caso

A questão da legitimidade da Advocacia-Geral para representar os órgãos da União foi discutida no julgamento de uma ação ajuizada por Suzana de Camargo Gomes, magistrada do TRF3. Ela se sentiu prejudicada com a eleição de Paulo Octávio Baptista Pereira para a presidência do Tribunal, realizada em 2 de abril deste ano. Alegou que a posse desrespeitou o decidido pela Suprema Corte na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3566.

Solicitado pelo Supremo a prestar informações a respeito, o Tribunal informou que já era praxe, durante quatro biênios consecutivos, os candidatos eleitos para a presidência daquela Corte ocupantes de cargos diretivos, se desincompatibilizarem cinco dias antes do término do mandato para descaracterizar o cumprimento integral de dois mandatos com dois anos de duração, cada um.

A Questão de Ordem foi suscitada porque a defesa do TRF3, feita por advogado particular, foi considerada ilegítima já que cabe à AGU representar judicialmente órgãos que fazem parte da estrutura da União, como é o caso dos Tribunais. No mérito, por seis votos a dois, o Plenário do STF anulou a eleição do juiz Paulo Octávio para o Tribunal que tem sede em São Paulo.

A SGCT é o órgão da AGU responsável pelo assessoramento do Advogado-Geral da União nas atividades relacionadas à defesa judicial da União perante o STF.

Ref.: Reclamação (RCL) 8025 - Supremo Tribunal Federal

Rafael Braga

Extraído de: Advocacia-Geral da União
Autor: Controle de legalidade

sábado, 12 de dezembro de 2009

O Pintor

Um Homem havia pintado um lindo quadro e, no dia de apresentá-lo ao público, convidou todo mundo para vê-lo.

Compareceram as autoridades locais, fotógrafos, jornalistas, e muita gente, pois o pintor tinha fama de grande artista.

Chegado o momento, tirou-se o pano que cobria o quadro. Houve caloroso aplauso.

Era uma impressionante figura de Jesus batendo à porta de uma casa.


O Cristo parecia vivo. Com suas mãos de dedos longos batia suavemente e, com os ouvidos junto à porta, parecia querer ouvir se lá dentro alguém respondia.

Houve discursos e elogios. Todos admiravam aquela obra de arte.

Um observador curioso, porém, achou uma falha no quadro:
a porta não tinha fechadura! Como se fará para abri-la?

- É assim mesmo, respondeu o pintor.


Esta é a porta do coração humano; só se abre do lado de dentro.
 

domingo, 6 de dezembro de 2009

Marina de volta a Pernambuco destacando sua candidatura

A presidenciável Marina Silva (PV) retorna a Pernambuco menos de um mês depois de sua primeira visita ao Estado. A senadora desembarcou, ontem, em Petrolina para participar de eventos partidários e receber homenagem. Hoje, às 9h, a verde recebe o título de cidadã juazeirense, na Câmara Municipal da cidade de Juazeiro, na Bahia, divisa com Pernambuco. A proposta foi do vereador José Carlos Medeiros (PV).

Após a solenidade, Marina concede coletiva à imprensa local e, em seguida, participa de um encontro com o PV baiano. A senadora, que ainda é pouco conhecida, tem viajado por diversos lugares do País apresentando sua candidatura. No final da manhã, a presidenciável estará em Petrolina para participar de um almoço com lideranças do partido. O prefeito do município, Júlio Lóssio (PMDB) é um dos convidados.

Informações da Folha de Pernambuco

Reflexão: "Conselho"


Diz uma lenda árabe que dois amigos viajavam pelo deserto e em determinado ponto da viagem eles discutiram.

Um deles recebeu um tapa e, ofendido, sem nada dizer, escreveu na areia HOJE, MEU MELHOR AMIGO ME BATEU NO ROSTO.

Seguiram e chegaram a um oásis onde resolveram banhar-se.

O que havia sido "esbofeteado" começou a afogar-se, sendo salvo pelo amigo.

Ao recuperar-se pegou um canivete e ficou horas escrevendo numa pedra: HOJE, MEU MELHOR AMIGO SALVOU-ME A VIDA.

Intrigado, o amigo perguntou:

Por quê depois que te bati, você escreveu na areia e agora escreveu na pedra?

Sorrindo, o companheiro de viagem respondeu:

QUANDO UM GRANDE AMIGO NOS OFENDER, DEVEREMOS ESCREVER NA AREIA, ONDE O VENTO DO ESQUECIMENTO E DO PERDÃO IRÁ SE ENCARREGAR DE TUDO APAGAR...

porém QUANDO UM GRANDE AMIGO FIZER ALGO GRANDIOSO, DEVEREMOS GRAVAR ESTE FATO NA PEDRA DA MEMÓRIA E DO CORAÇÃO, ONDE VENTO ALGUM PODERÁ APAGAR.

Isto é apenas um bom conselho do dia-dia.
 
 

Patrimônio de Arruda cresceu mais de 1.000%


Extraído de: Hoje em Dia - 7 horas atrás Acossado por denúncias de corrupção e filmado recebendo dinheiro vivo no escândalo do "mensalão do DEM", o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, tem hoje um patrimônio que, em apenas sete anos, cresceu 1.060%. Nas declarações apresentadas à Justiça Eleitoral, em 2002 e 2006, a soma dos bens do governador não passava de R$ 600 mil. Agora, o patrimônio real da família Arruda, só em imóveis, em Brasília, acumulou um valor de mais de R$ 7 milhões.

Antes, o governador declarava R$ 598 mil em bens, que incluía apenas um imóvel em Brasília. As demais propriedades, um apartamento, uma casa e um lote, ficavam na cidade mineira de Itajubá, sua terra natal. Uma caminhonete, uma linha telefônica e uma conta com R$ 20 mil, no Banco do Brasil, completavam o patrimônio.

Da posse como governador do DF, em 2007, para ca, a maneira como as aquisições foram feitas levanta suspeita - em pelo menos dois casos, os imóveis foram comprados por terceiros e depois transferidos para filhos de Arruda. O hábito de registrar imóveis em nome dos filhos fez com que as declarações de bens apresentadas à Justiça Eleitoral ficassem modestas diante de seu patrimônio real.

A lista inclui aquisições recentes. Uma delas foi feita neste ano, após a gravação dos vídeos que mostram a farta distribuição de dinheiro do "mensalão do DEM". Em 17 de setembro, ele comprou cinco salas em um prédio comercial com localização nobre em Brasília, em frente ao Banco Central, ao preço de R$ 1,6 milhão. O negócio, registrado em nome do próprio governador, chama a atenção por várias razões.

Quem vendeu as salas foi a Brasal Incorporações e Construções, cujo dono é um correligionário do governador, o deputado federal Osório Adriano (DEM-DF), empresário de sucesso na cidade. De acordo com a escritura, pelas cinco salas, mais seis vagas de garagem, Arruda deu um sinal de R$ 350.000,08 e financiou a diferença direto com a construtora, em 91 prestações, sem juros.

A julgar pelas cifras previstas na escritura, o governador teria de comprometer uma parte considerável de seu salário só para pagar as prestações das salas. São R$ 9.999,98 por mês em prestações, quase dois terços dos R$ 16 mil que Arruda recebe como governador, mais as prestações intermediárias anuais de R$ 49.999,98.

Há mais negócios da família com a construtora do deputado-empresário Osório Adriano. Pouco depois da aquisição feita por Arruda, um de seus filhos comprou uma sala e duas garagens no mesmo prédio, por R$ 519 mil.

No rol de imóveis adquiridos nos últimos anos por Arruda há ainda uma casa em um condomínio do Setor de Mansões Dom Bosco, no Lago Sul de Brasília. A propriedade, avaliada em pelo menos R$ 2 milhões e comprada pelo governador em 2004, estava em nome dos filhos do primeiro casamento. Em outubro do ano passado, foi doada para a atriz Mariane Vicentini, com quem o governador teve um segundo casamento.As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

OAB reúne entidades para ajuizar Adin contra a PEC dos Precatórios


O presidente da OAB/RS, Claudio Lamachia, afirmou que a aprovação da proposta afronta os cidadãos-credores e põe em cheque as decisões do Judiciário, desmoralizando-o publicamente. O presidente do CFOAB, Cezar Britto, se reunirá, na próxima segunda-feira (07), em Brasília, com membros das entidades que participaram juntamente com a OAB e suas seccionais da Marcha contra a PEC do Calote (PEC 12/06). Com a aprovação da proposta, foram impostas novas regras para o pagamento de precatórios. O objetivo da reunião é detalhar a Adin que a OAB deverá ajuizar contra a emenda aprovada nesta quarta-feira (02) e que altera por completo as regras para o pagamento de precatórios no Brasil.

Os precatórios no Brasil envolvem débitos cuja soma estimada alcança a astronômica cifra de R$ 100 bilhões.

O texto aprovado obriga os municípios a destinarem apenas de 1% a 1,5% de suas receitas correntes líquidas para o pagamento dos precatórios. Esse percentual para os Estados é de 1,5% a 2%. Ainda dos termos da PEC, meros 50% dos recursos dos precatórios vão ser usados para o pagamento por ordem cronológica e à vista. A outra metade da dívida deverá ser quitada por meio dos leilões, tão criticados pela OAB. O credor que conceder o maior desconto sobre o total da dívida que tem a receber terá seu crédito quitado primeiro, ferindo de morte a ordem cronológica de pagamento das dívidas e impondo enorme deságio para o dono do crédito.

Segundo o presidente da OAB/RS, Claudio Lamachia, na forma em que foi aprovada, a PEC do Calote oficializa o leilão dos precatórios para pagamento pelo menor preço, numa ofensa direta às decisões do Poder Judiciário, que já determinou as quitações na sua íntegra. Temos aqui, então, um enorme desrespeito no sistema republicano, que coloca em risco as bases do regime democrático. Ou seja, esta PEC põe em cheque as decisões proferidas pelo Judiciário, desmoralizando-o publicamente, afirmou Lamachia.

O dirigente da Ordem gaúcha ressaltou que milhares de cidadãos-credores brasileiros são prejudicados com esta emenda constitucional. Não houve sensibilidade do Congresso Nacional com um tema tão relevante socialmente, pois são débitos que, se pagos integralmente e sem o deságio dos leilões, significariam o resgate da cidadania no campo dos precatórios, destacou Lamachia.

Extraído de: OAB - Rio Grande do Sul
 

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Gilmar Mendes quer controle rígido sobre as leis

O presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça, ministro Gilmar Mendes pede mais rigor na aprovação de nova legislação, para que estas não tenham a inconstitucionalidade arguida

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Gilmar Mendes, pediu mais controle na elaboração das leis brasileiras. Durante encontro com presidentes de tribunais e representantes de assembleias legislativas, ele afirmou que muitas vezes se surpreende com um número elevado de inconstitucionalidades, ao se referir à legislação. Entre as unidades da Federação que mais possuem leis declaradas inconstitucionais, o ministro citou o Distrito Federal.

As declarações foram feitas durante a abertura do encontro com representantes do Judiciário e Legislativo estaduais, que ocorreu na sede do Supremo, na última sexta-feira, em Brasília. Na ocasião, o ministro apresentou o painel Controle de Constitucionalidade de Leis Federais, no qual fez um relato sobre os diversos tipos de competência legislativa que envolvem o tema. Mendes lembrou ainda que a atual Constituição brasileira foi a mais exitosa em termos de normalidade. Foi o mais longo período de normalidade constitucional da nossa história, disse.

Segundo o ministro, das 116 leis editadas pela Câmara Legislativa do Distrito Federal, 59 delas eram inconstitucionais, o que representa mais da metade (50,9%) do total. É um número preocupante e que mostra que esse índice é extremamente elevado, afirmou. O presidente do CNJ disse que o excesso de inconstitucionalidade das leis poderia ser evitado com o mero exame jurídico da questão.

Municípios

Gilmar Mendes defendeu uma maior reflexão acerca da criação de novos municípios. Ele disse que as diferentes realidades entre unidades federativas sem dúvida alguma, leva a uma reflexão sobre esta questão que concerne à criação de municípios e também um desafio no que diz respeito à organização judiciária.

O comentário ocorreu após a crítica feita presidente eleito do Colégio de Presidentes das Assembleias Legislativas, deputado Domingos Filho. O deputado, que também preside a Assembleia Legislativa do Ceará, defendeu a autonomia dos estados, inclusive para a criação de municípios, e o respeito ao pacto federativo. Nesse ponto, particularmente, ele reclamou que, na prática, o que existe hoje no Brasil é um engessamento da competência estadual.

Segundo afirmou, o Congresso Nacional até hoje não concluiu a votação do Projeto de Lei Complementar (PLP 416/2008) que dispõe sobre a criação, fusão, incorporação ou desmembramento de municípios. A proposta, que regulamenta o parágrafo 4º do artigo 18, da Constituição Federal, é de autoria do Senado e busca também validar a criação de 57 municípios emancipados ou desmembrados entre 13 de setembro de 1996 e 31 de dezembro de 2007.

O parlamentar destacou as diferentes realidades encontradas no Brasil, onde há municípios extremamente distantes da capital, como Altamira, no Pará, e outros que de tão pequenos, um vereador pode ser eleito com pouco mais de 60 votos, como Borá, São Paulo. Essas diferenças, segundo o deputado Domingos Filho, demonstram a necessidade de maior autonomia para os estados tratarem de seus municípios.

Reflexão

Para Gilmar Mendes, a reflexão sobre esta questão (criação de municípios) é necessária. Ele citou como exemplo disso a realidade da Região Norte do País, onde os meios de transporte mais comuns são o barco e o avião quando possível. De Manaus, capital amazonense, para Tabatinga, na fronteira com a Colômbia, são mais de duas horas de jato, observou o presidente do STF.

Não há como se ignorar que estamos de alguma forma aplicando a Constituição de 88 com os parâmetros da Constituição anterior. Embora o texto constitucional diga que na competência concorrente a União deve se limitar a legislar sobre normas gerais, continuamos a entender que a União pode exaurir e que o estado só pode legislar supletivamente, disse o ministro.

Estamos a ler o texto constitucional com os olhos no retrovisor, ressaltou. Segundo Gilmar Mendes, a resolução desse problema depende do Supremo, do Congresso Nacional e dos governos estaduais e assembleias legislativas, que precisam mostrar sua irresignação com esta invasão de competência.

Ao final do primeiro painel, foi sugerida a criação de uma agenda permanente de debates entre o Judiciário e os legislativos estaduais, inclusive com a participação dos presidentes das comissões de constituição e justiça das assembleias legislativas.

A importância do diálogo entre os poderes também foi abordada no encontro. Domingos Filho, elogiou a postura pró-ativa do Poder Judiciário em chamar para a discussão os representantes do Legislativo. Segundo ele, é incomum que parta do Judiciário a iniciativa para esse tipo de discussão e qualificou a atitude como uma quebra de paradigma, uma vez que tal iniciativa deveria partir do Legislativo.

Fonte: Jornal do Commercio

Tentativa de acordo para distribuir royalties


Líderes de partidos governistas e da oposição buscam um acordo para superar o impasse surgido na votação dos projetos relativos à distribuição de royalties depois que Estados não produtores, os chamados não confrontantes, passaram a reivindicar participação, também, nos recursos relativos a exploração em áreas já licitadas. Foi isso que levou o governador do Rio, Sérgio Cabral, reagir e afirmar que assim “o Rio seria roubado”.

A proposta em discussão prevê que recursos destinados à União ( ao menos a metade dos 50% destinados aos Ministérios de Minas e Energia e Meio Ambiente, que frequentemente são contingenciados no Orçamento) seriam respassados a Estados e municípios não confrontantes, seguindo as regras do Fundo de Participação dos Estados e Fundo de Participação dos Municípios. Assim, os Estados, inclusive os do Norte onde iniciou rebelião para obter parcela dos recursos hoje destinados aos Estados confrontantes, seriam também atendidos com recursos.

No ano passado, a União teve direito a R$ 5,7 bilhões referentes à participação especial que é repassada por conta da exploração de petróleo. A expectativa é a de que a metade de valor equivalente a este seja, então, distribuída entre Estados e municípios não confrontantes.

A oposição aceitaria suspender a obstrução na Câmara se a Mesa colocar em votação projeto já aprovado pelo Senado que garante reajuste à aposentadoria do INSS correspondente ao reajuste dado ao salário mínimo. o objetivo da oposição é constranger os governistas e levar o presidente Lula a adotar a antipática decisão de vetar o aumento, uma vez que os cofres da União não permitiriam tal reajuste.

Fonte: Blog da Cristiana Lôbo

O que lhe prende ?

Já observou o elefante no circo? No espetáculo ele demonstra sua força. Mas, antes da cena, permanece preso, contido somente por uma corrente em uma de suas patas a uma pequena estaca cravada no solo. Sem dúvida a estaca é só um pedaço de madeira. E, ainda que a corrente fosse grossa, esse animal, capaz de arrancar uma árvore com sua própria força, poderia com facilidade, arrancar a estaca e fugir. Que mistério!... Por que não foge?... Perguntei a um professor. Ele explicou que o elefante não escapava porque estava amestrado. Fiz então a pergunta óbvia: - E por que o prendem? Não houve resposta!... Há alguns anos descobri que, alguém havia sido bastante sábio para encontrar a resposta: - O elefante do circo não escapa porque foi preso à estaca muito pequeno. Fechei os olhos e imaginei o pequeno recém-nascido logo preso. Naquele momento, o elefantezinho puxou, forçou, tentando se soltar. E, apesar de todo o esforço, não o pôde sair. A estaca era certamente muito pesada para ele. O elefantinho tentava e nada. Até que um dia, cansado, aceitou o seu destino. Então, aquele elefante enorme não escapa porque acredita que não pode. Jamais voltou a colocar à prova sua força. E isso acontece com a gente!... Vivemos crendo que um montão de coisas "não podemos". Simplesmente porque, quando éramos crianças, algo não deu certo ou ouvimos tantos "nãos", que isso ficou gravado na memória. Vez em quando sentimos as correntes: "Não posso e nunca poderei!". A única maneira de tentar de novo é colocando muita coragem e fé em nosso coração! Tente e veja o que você poderá conseguir!


sábado, 28 de novembro de 2009

Como você se vê ?


Certa vez uma indústria de calçados Brasileira, desenvolveu um projeto de exportação de sapatos para a Índia. Em seguida, mandou dois consultores a pontos distintos do País para fazer observações do potencial daquele mercado. Após dias de pesquisa, um dos consultores enviou o seguinte fax à direção da indústria: "Senhores, cancelem o projeto de exportação para a Índia. Aqui ninguém usa sapatos.”. Sem saber desse fax, dias depois o segundo consultor mandou o seu: "Senhores, tripliquem o projeto da exportação para a Índia. Aqui ninguém usa sapatos ainda". A mesma situação era um grande obstáculo para um e uma imensa oportunidade para outro. Assim, tudo na vida pode ser visto com enfoques e maneiras diferentes. A sabedoria popular traduz essa situação com a seguinte frase: "Os tristes acham que o vento geme; os alegres e cheios de espírito afirmam que ele canta”. O mundo é como um espelho que devolve a cada um o reflexo de seus próprios pensamentos. “Assim como o homem se vê, assim o é”.


sexta-feira, 27 de novembro de 2009

"Homem é acusado de exercício ilegal da medicina no Agreste de Pernambuco"

Um homem está sendo ouvido na sede da Polícia Federal em Caruaru na tarde desta quarta-feira (25). Aleandro Ricardo de Freitas atendia na Unidade Mista de Saúde Ana Agemira Corrêa, no muncípio de Jataúba, Agreste de Pernambuco, utilizando o número de registro de um médico verdadeiro.

Ele foi descoberto durante fiscalização do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). Aleandro e a administradora do hospital foram levados para a unidade policial. Carimbos, prontuários médicos e fichas de atendimento foram apreendidos.

Segundo o presidente do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), André Longo, o acusado não tem registro no Conselho Federal de Medicina nem no Regional. Aleandro atuava como plantonista.

O homem teria alegado que se formou em medicina na Bolívia e apresentado um diploma. O documento ainda será verificado. Ainda de acordo com André, há suspeitas de que mais quatro pessoas estejam agindo da mesma forma na Unidade Mista de Saúde Ana Agemira Corrêa. Para não comprometer o atendimento no hospital, a 4ª Gerência Regional de Saúde enviou uma equipe ao local.

Fonte: JC Online


Agora eu: Talvez por ser um “Ser Politizado” a cada dia que se passa fico mais enojado com essa política medíocre e corporativista que vivemos. Este é mais um daqueles casos em que a noticia é publicada pela metade. Aleandro Ricardo, um correntino, como muitos pernambucanos que um dia saíram de suas casas na ilusão de cursar medicina na Bolívia, Cuba, etc... e ao retornarem ao findar seus cursos se depararam com a vergonhosa posição dos Conselhos Regionais de Medicina de não os aceitarem como profissionais, sem ao menos lhes darem a oportunidade de realizarem “uma suposta prova” que nunca acontece.

Politicamente fico imaginando até onde existe boa vontade do Governo para solucionar os problemas com a saúde. Será que a legalização destes profissionais não seria um passo para a falta de médicos? – Afinal só em Pernambuco existem centenas. Não quero justificar os meios que muitos encontram para exercitar a profissão, mas tambem fico pensando na frustração de cada um que tem seu diploma na mão, anos de dedicação aos estudos, e em seu proprio País não tem o direito de praticar o que aprendeu.
Assim registro aqui meu protesto!

"Por tras da tela"


Durante o período em que eu estava aprendendo a usar o computador comecei a ficar preocupado com o barulho que vinha dele. Parecia que ele estava trabalhando embora nada estivesse mudando na tela. Liguei imediatamente para o representante, preocupado e ele me respondeu:

Não se preocupe, provavelmente o computador está trabalhando em uma das funções por trás da tela e você não pode ver.

Comecei então a pensar na frase "por trás da tela" e comecei a perceber como eu era orientado visualmente. Preocupado por não ver o que estava acontecendo. Aí então lembrei-me do meu relacionamento com Deus e quão dependente eu sou de ver os resultados da sua atuação. Quando não vejo os resultados esperados, quando "nada" acontece eu assumo que Deus não está fazendo nada. Mas ele muitas vezes trabalha por trás da "tela da vida". Se eu em determinados momentos não vejo a mão de Deus atuando me protegendo, guiando, eu posso estar seguro de que Ele está trabalhando a meu favor por trás da cena do cotidiano.

Existe uma situação na sua vida hoje que você não está vendo a ação de Deus? Talvez as circunstâncias da sua vida estejam resistindo qualquer tentativa de mudança que você já fez. Apesar de você ter a impressão de que nada está acontecendo, não desanime e busque a Deus pois Ele não está parado mas está "trabalhando por trás da tela da vida a seu favor".

"Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele e ele tudo fará."
Salmos 37:4

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Jornais: arquivo sigiloso da Câmara revela notas de "fantasmas"


(Obs: dois deputados pernambucanos na lista)

Documentos mantidos até agora sob sigilo pela Câmara mostram que empresas de fachada ou com endereços fantasmas são beneficiárias do dinheiro que a Casa destina para a atividade parlamentar.

A Folha obteve por via judicial as informações de cerca de 70 mil notas fiscais que foram objeto de reembolso aos deputados federais nos últimos quatro meses de 2008. É uma pequena amostra da caixa-preta que o Congresso mantém desde 2001, quando foi criada a verba indenizatória, adicional mensal de R$ 15 mil para despesas de trabalho (o salário de um deputado é R$ 16,5 mil).

Nas duas últimas semanas, a Folha analisou cerca de 2.000 páginas entregues pela Câmara ao Supremo Tribunal Federal a partir de mandado de segurança e percorreu endereços em cinco Estados e no Distrito Federal para checar os dados.

Deparou-se com uma série de endereços fictícios e com empresas que são totalmente desconhecidas do mercado. Os deputados que usaram notas dessas empresas alegam que os serviços foram prestados e dizem que não podem responder por eventuais problemas delas.

Um deles, Marcio Junqueira (DEM-RR), recebeu pelo aluguel de carros reembolsos mensais de cerca de R$ 15 mil da PVC Multimarcas. A empresa é do advogado do parlamentar, Victor Korst, e tem como endereço o escritório deste.

Criada há pouco mais de um ano, a PVC emitiu ao deputado notas fiscais de numerações inferiores a dez, o que indica que Junqueira é possivelmente seu único cliente. "Se você for dar nota de tudo o que faz e pagar todos os impostos, você morre de fome", justificou-se Korst.

Após abril deste ano, quando a Câmara passou a divulgar na internet os dados da verba, Junqueira deixou de pedir reembolso pelo serviço: "Acho que ele não teve ainda a felicidade de fazer com outros os contratos que fez comigo".

Endereços falsos

São muitos os casos de empresas que não existem nos endereços informados à Receita, situação que pode configurar crimes como falsidade ideológica e contra a ordem tributária (dois a cinco anos de prisão).

Os deputados baianos Severiano Alves (PMDB) e Uldurico Pinto (PHS) entregaram uma série de notas da Valente & Bueno Assessoria Empresarial, que informou à Receita funcionar num apartamento na Asa Sul de Brasília. O dono do imóvel nunca ouviu falar da firma.

No período analisado, a Valente & Bueno teria recebido R$ 56 mil dos dois deputados, mas, segundo eles, os pagamentos remontam a 2006, o que elevaria o valor a pelo menos R$ 350 mil se o padrão de pagamentos for constante. Severiano e Uldurico disseram que os serviços foram prestados, mas não souberam detalhá-los.

Severiano falou que a assessoria era "consultoria de mídia, principalmente" e que interrompeu os trabalhos em abril porque a Câmara teria proibido a contratação de consultorias, o que não é verdade. Uldurico disse não se lembrar exatamente o que solicitou -foram "trabalhos jurídicos, específicos".

Empresas "funcionam" em endereços fictícios

Rio Acima (MG), cidade com pouco mais de 8.000 habitantes a 41 km de Belo Horizonte, não tem aeroporto nem pista de pouso. Mas é lá que, no papel, fica a Global Express Serviços em Aviação Ltda, empresa de taxi aéreo que mais recebeu pagamentos da Câmara dos Deputados nos quatro últimos meses de 2008: R$ 96,2 mil.

No endereço registrado na Receita e na Junta Comercial moram o metalúrgico aposentado João Bosco das Neves, 54, sua mulher, filha e um cachorro que não para de latir ao menor sinal de estranhos. A casa é a mais mal conservada da vizinhança, com rebocos se descolando e tijolos à mostra.

Na nota que os deputados deram à Câmara, o endereço é descrito como Rua do Rosário, 131, "sala 02", sugerindo um imóvel comercial. O telefone é de uma empresa homônima, que faz manutenção de aparelhos eletrônicos em Belo Horizonte. Lá, um funcionário disse que a "Global Aviação fica em outro lugar, em Rio Acima".

Na cidade do interior mineiro, João Bosco afirma que a empresa nunca funcionou ali. Sua mulher afirma que "presta serviços" para a Global. Diz ganhar R$ 20 por mês para receber as correspondências e "mandar e-mails": "O que eu sei é que eles fazem palestras para o pessoal da aviação. Não sabia que tinha negócio de deputado no meio".

A empresa não tem autorização da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para explorar o transporte de passageiros. O dono da Global, Leonardo de Vasconcelos Vieira, 34, nega que a empresa seja fantasma.

Segundo ele, o endereço em Rio Acima foi indicado pela prefeitura local para fugir dos valores de ISS cobrados em Belo Horizonte, onde, segundo ele, a empresa efetivamente funciona.

Segundo Leonardo, a Global não tem aviões e não faz táxi aéreo: "Nós fazemos subfrete, é como um mercado paralelo para fugir de custos mais altos". Na prática, diz ele, a empresa é uma intermediária entre eventuais clientes, como deputados, e empresários que possuem aviões disponíveis. Sem site ou qualquer outro tipo de divulgação, diz funcionar na base da "indicação" e da "confiança".

Firmas que emitiram notas fiscais para os deputados cearenses José Airton Cirilo (PT) e Eugênio Rabelo (PP) também informaram em seus cadastros fiscais endereços inexistentes.

A Locautos Campo Verde, que emitiu notas para Rabelo, deveria estar localizada na Estrada do Largão, s/n, em Eusébio (a 27 km de Fortaleza). No local, rebatizado de rua Benedito Ferreira, os moradores nunca ouviram falar dela: "Locadora de carros nunca teve aqui", disse o comerciante João Ribeiro, 54, que mora ali há 17 anos. Na rua, sem asfalto, só há casas e terrenos baldios.

Serviços foram prestados, dizem deputados

Os deputados federais afirmaram que os serviços de que pediram reembolso foram prestados e que eventuais problemas são de responsabilidade das empresas. Os responsáveis pelas notas fiscais encontrados pela Folha também negaram irregularidades.

O deputado Marcio Junqueira (DEM-RR) reconheceu que aluga carros da empresa de seu advogado, Victor Korst. "As vezes vem gente de Roraima, aí mando deixar um carro à disposição. Os prefeitos vêm, às vezes gente doente que precisa se locomover." Korst diz que alugou dois Honda Civic, um Toyota Corolla e uma picape S10. "A empresa existe direitinho, tem contrato, está tudo na Câmara, que é rigorosa."

Severiano Alves (PMDB-BA) e Uldurico Pinto (PHS-BA) afirmaram que todo o serviço solicitado à Valente & Bueno Assessoria, que não funciona no endereço declarado, foi entregue. "Ela [a dona da Valente] é uma pessoa séria, com endereço conhecido. O serviço era de consultoria, informação, pesquisa, pareceres", disse.

A proprietária, Célia Valente, afirmou que o atual endereço da empresa é o seu escritório, em Brasília. Ela disse não reconhecer o endereço listado na Receita Federal. Afirmou que prestava principalmente consultoria jurídica aos deputados e que o serviço foi interrompido em abril (quando a Câmara passou a divulgar os gastos), por opção dos deputados.

Deputados que apresentaram notas da SC Comunicações, cuja "sede" é uma casa onde a empresa é desconhecida, afirmaram, em sua maioria, que a firma prestou serviços de assessoria de imprensa.

Segundo alguns deles, o serviço foi prestado por meio de pessoas subcontratadas. São eles: Uldurico, Jorge Khoury (DEM-BA), Edigar Mão Branca (PV-BA), José Rocha (PR-BA), Valdir Colatto (PMDB-SC), Arnaldo Vianna (PDT-RJ), Luiz Carreira (DEM-BA), Márcio Marinho (PRB-BA).

Uldurico disse que a assessoria foi jurídica. Khoury afirmou que deveria ter buscado mais informações. "Não sabia desses detalhes [o endereço fictício da empresa]." "É um profissional qualificado que prestou os serviços. Ele acompanhava as reuniões, participava, fazia informes", disse Carreira.

Os deputados que apresentaram notas da Global Express, que também não funciona no endereço informado, disseram terem feito os voos. "Se eu contrato um cara e ele te dá uma nota falsa, aí você fala assim: "O deputado arrumou uma nota fria". Peraí, o serviço que eu contratei foi entregue", disse Narcio Rodrigues (PSDB-MG).

Fábio Ramalho (PV-MG) informou o nome do piloto e a rota. Saraiva Felipe (PMDB-MG) fez o mesmo, e disse que pediu à Câmara a nota original para checar a situação da empresa.

Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) disse que irá apurar o caso. "O que eu posso garantir é que eu sou um sujeito extremamente rigoroso", afirmou.

Os outros deputados que apresentaram notas são Leonardo Quintão (PMDB-MG) e Mário de Oliveira (PSC-MG), que não se pronunciaram.

O gabinete de Zezéu Ribeiro (PT-BA) disse que o serviço prestado pela Seven Promoções, que tem endereço fictício, foi na área de informática. A empresa diz que já funcionou no endereço informado. O proprietário do imóvel nega.

A assessoria do deputado Ademir Camilo (PDT-MG) disse que ele aluga um Siena e um Doblò na Meridiano Locação de Equipamentos, especializada em aluguel de andaimes. "Os carros existem, os contratos existem, está tudo regular."

Os três deputados que apresentaram notas da Information Systems -Carlos Eduardo Cadoca (PSC-PE), Cezar Silvestri (PPS-PR) e Edgar Moury (PMDB-PE) - também disseram ter alugado os carros.

A assessoria de Tonha Magalhães (PR-BA), que contratou empresa de vigilância não autorizada a funcionar pela Polícia Federal, argumentou que a segurança prestada a ela é desarmada, o que dispensaria o aval da polícia. A PF diz que o aval é necessário.

Professor Sétimo (PMDB-MA) disse que o contrato com a Pull Comercial, cujo endereço é o de um sindicato, foi regular.

Fonte: Folha de S. Paulo

Deus sabe o que Faz !!!


"Preciso de óleo", disse um monge;

Então plantou uma mudazinha de oliveira.

Senhor, orou ele, "ela precisa de chuva, para que suas raízes tenras possam beber e crescer. Manda chuvas brandas".

E o Senhor mandou-lhe chuvas brandas.

"Senhor", orou o monge, "minha planta precisa de sol. Peço-Te, manda sol". E o sol brilhou, dourando as nuvenzinhas chuvosas. "Agora neve, meu Senhor, para robustecer seus tecidos", pediu o monge.

E lá ficou a plantinha coberta de neve brilhante.

Mas à noite morreu.

Então o monge foi ao quarto de outro irmão e contou-lhe a estranha experiência. "Eu também plantei uma arvorezinha", disse o outro, "e veja como está viçosa! Mas eu confio a minha planta ao Deus que a criou. Ele que a fez sabe do que ela precisa, melhor do que um homem como eu. Não impus condições. Não estabeleci meios ou maneiras. Orei: Senhor, manda-lhe o que ela necessita. Sol ou chuva, vento ou neve”.

Tu a fizeste, e Tu sabes!

Assim também devemos fazer em nossas vidas, entregar tudo nas mãos do Senhor, pois Ele sabe todas as coisas.

"Considerai como crescem os lírios do campo”.(Mt 6:28)

 

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Quem sabe como funciona ?

Certo homem, muito tempo atrás, possuía um automóvel modelo Ford, passeava pelas ruas da cidade. Contentíssimo, admirava os muitos recursos, da velocidade e maciez que seu veículo proporcionava. Ia assim um dia, quando, subitamente, o carro parou o motor e nada o fazia pegar. Tudo tentou o proprietário: deu partida várias vezes, empurrou, abriu o capô, mexeu, pediu ajuda, mas nada. Nem sinal de funcionar. Como podia! Um carro tão bom, parar desse jeito! Já sem paciência, vem um desconhecido pede licença para ajudar. Desconsolado, o proprietário consentiu, sem confiar que qualquer coisa pudesse ser feita. O estranho abriu o capô, conectou um fiozinho a uma pequena peça do motor e, com um delicado toque, completou o reparo. Suas mãos nem receberam mancha de graxa, e, dada à partida, estava perfeito o automóvel. Parece ironia... O desconhecido aproximou-se do proprietário e mostrando-lhe sua carteira de identidade, diante dos olhos curioso de uma pequena multidão, disse:

• Meu nome é Henry Ford. Eu que fiz estes veículos, sei muito bem como funciona! Ninguém conhece melhor uma obra do que seu fabricante. Deus sabe tudo o que há no homem. Ele sabe como cada parte funciona em nós. Por que não irmos, então, à Sua Palavra, para receber o toque que este "veículo" necessita? Por séculos, os filósofos e sábios têm tentado melhorar o homem, sem resultados, enquanto a Palavra de Deus diz que o Criador, com um único toque, regenera o coração humano, "faz andar o engenho". Convertamos-nos, portanto a Ele, de todo nosso coração!

Deputado Roberto Magalhães: “Brasil interferiu em assuntos internos de Honduras”

O Deputado Roberto Magalhães participou nesta segunda-feira (9/10) do debate “Limites da Diplomacia: Brasil e a Crise de Honduras”, promovido pela Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pernambuco.

Roberto Magalhães frisou, em sua apresentação, que, ao violar as normas vigentes na Constituição Hondurenha, Manuel Zelaya desencadeou as ações que culminaram no seu afastamento por decisão da Corte Suprema, em resposta à representação do Ministério Público e com apoio do Congresso.

Magalhães recordou que foi aplicada a sanção prevista na Constituição daquele país para a tentativa de Zelaya promover sua reeleição: perda do cargo presidencial e a suspensão dos direitos políticos por 10 anos.

Sobre a acolhida do presidente deposto pela Embaixada Brasileira, o parlamentar foi enfático:

- Ao permitir que Zelaya permanecesse na embaixada brasileira em Tegucigalpa, sem a formalização de asilo, o Governo brasileiro, no meu entendimento, deixou de atender ao princípio da não intervenção, sendo responsável por ingerência em assuntos internos de Honduras - avaliou Magalhães durante sua apresentação.

sábado, 14 de novembro de 2009

Heloisa Helena abre mão de candidatura e apoiará Marina


Nem a gripe que acometeu há poucos dias a presidente nacional do Psol, Heloisa Helena, impediu a ex-senadora de vencer sua primeira batalha em direção ao apoio da candidatura de Marina Silva (PV) ao Palácio do Planalto. Por 13 votos a 3, a executiva nacional do partido deu cartão verde na tarde de quinta-feira para o início das negociações formais entre a legenda e o PV com vistas para 2010.

A proposta de criação de um canal de diálogo com os verdes nasceu do empenho pessoal de Heloisa que, amiga de longa data de Marina, considera a ex-ministra do Meio Ambiente a melhor opção para a sucessão do presidente Lula. "Não tenho dúvida", certificou a ex-senadora. "Não há dúvida de que Marina é a melhor (candidata) para o Brasil", assegurou.

Porta-voz do grupo que defende dentro do Psol a costura de acordo entre as duas siglas, Heloisa amarra desde outubro o apoio da legenda àquela que é sua candidata favorita para 2010. Os esforços da ex-senadora tiveram início após a sinalização do ex-governador de Alagoas Ronaldo Lessa (PDT) de que sairia candidato ao governo estadual no próximo ano.

A movimentação facilitaria a eleição da presidente do Psol a uma das duas vagas de Alagoas ao Senado no pleito de 2010. Para tanto, Heloisa aguarda apenas a chancela de seu partido, que deve ser dada em convenção no mês de maio. "Quem vai decidir o meu destino em Alagoas não sou eu, mas o povo do meu Estado", afirmou Heloisa. "E, em todos os lugares que vou, o povo quer que eu dispute em Alagoas", reafirmou a presidente da legenda, revelando o desinteresse em entrar na corrida ao Palácio do Planalto pela segunda vez consecutiva.

Entre os motivos para não tentar a Presidência da República em 2010, a ex-senadora explica que sua eventual candidatura prejudicaria o desempenho de Marina Silva nas urnas. "O que decido ou não é irrelevante. O importante é que não saiam duas candidaturas parecidas, que interajam ao mesmo tempo com o coração e a mente do povo", avaliou.

Heloisa reconhece que o lançamento de seu nome à sucessão de Lula solaparia a performance da ex-ministra do Meio Ambiente no processo eleitoral. "Ajudamos a candidatura dela ao não apresentar a nossa."

Extraído de: Diario do Grande ABC